23 agosto 2006

Elege Wiesel



"O oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença."

3 Comments:

Anonymous Rita Maria Felix da Silva said...

Uma frase muito sábia. O amor é um tipo de atenção e o ódio, de certo, modo é uma forma de atenção, também. Daí que a indiferença, é quase como se, voluntariamente ignorássemos a existência de algo ou alguém. Como uma parte da identidade de um indivíduo é formada pelo retorno (opinião/atenção/imagem formada) do ambiente social em relação a ele/ela...
Realmente uma frase muito interessante...
Rita.

27 agosto, 2006 12:25  
Blogger No Escuro said...

Rita, sou mesmo indiferente a muita gente.

Gosto de amar!

Odiar não faz parte da minha essência. Talvez no dia que eu sinta realmente isso, eu estarei certamente muito decepcionada com minha existência.


Bj
Ana Cristina.

03 setembro, 2006 17:26  
Blogger Gata Guu said...

Lindíssima
Lindíssima
Lindíssima
Falou pouco e falou tudo.

Que coisa!

Beijo,

Adilma

14 setembro, 2006 20:49  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home